quarta-feira, 29 de maio de 2013

Rastro


Tu vieste morar em minha casa sem pedir permissão
Foi crescendo pelas paredes, derrubando minhas plantas
revirando meus dias, deixando marca nos meus lençóis
Depois saíste, sem dizer uma palavra
Silencioso
Secreto
Deixando um rastro de saudade.

2 comentários:

  1. Esses amores abruptos são perigosos...

    ResponderExcluir
  2. Oi, li alguns posts do seu blog e achei muito interessante,com certeza você tem potencial, vi que você é uma pessoa esforçada que só quer falar e ser ouvida na blogosfera, assim como eu. Posso dizer que gostei muito do que li, sei que será um grande blog pois é de fácil entendimento e o conteúdo é gostoso de ler. Sou Luciana Shirley do blog http://coisasecoisasdalu.blogspot.com.br/ se desejar me visite e siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir